quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

chapter 8 : i wish one day i'll die

eu amo : sem jeito , com motivos condicionados e lógicas sem sentido, sem pirosices nem sinceridades. porque amar ja não é amar-te e por isso mesmo tornar-se ainda mais inválidas essas abordagens .
Como consequência o meu reflexo tornou-me repulsivo aos meus olhos.
Amar , é amar por horas uma ilusão e o corpo de alguém que não o teu e tornar momentos inesquecíveis, apenas até adormecer nos teus braços que nao me cercam, despedindo-me com um beijo teu que nao me entregas ..
já cá não estas , mas enches toda as ruas e sentes cada passo que dou e por isso mesmo vai-se toda a vontade de sair de casa - o pior é que também enches toda a casa e todos os meus quartos : já dormi em todos eles , já te vi em todos eles e já chorei por ti em todos. é insuportável. os dias tornaram-se em anos e posso dizer que perdi já uns alguns de vida. Pode ser que morra , não notarias . um dia fujo , deixo os putos com a puta da mãe e bazo pro cu de Judas, nunca mais me põem a vista em cima - se correr mesmo muito bem morro.

2 comentários:

  1. Gosto bastante deste texto :D
    beijinho,se quizeres passa no meu cantinho (:

    ResponderEliminar
  2. estigma, está lindo.
    tenho saudades love. (L)

    ResponderEliminar